quinta-feira, 24 de maio de 2012

Dicas para o trabalho sobre "Mito" e "Logos"

A passgem do Mito para o Logos nada mais é que a passagem do discurso mítico para o discurso filosófico, racional. 

O Mito perdurou na Grécia até a chegada do cristianismo, mas bem antes disso ele já havia perdido o seu sentido explicativo da natureza e passou apenas a explicar a forma como a sociedade devia se comportar para agradar aos deuses e prosperar. Em resumo, o mito se tornou insuficiente para explicação de fenômenos naturais.

Por essa razão, e também pela própria mudança da estrutura política na grécia (que passou de uma teocracia - governo por poder divino - para uma democracia - poder do povo) que passou a exigir mais de seus cidadão em termos de saber defender racionalmente, pelo discurso lógico, suas posições nas assembléias.

Ao fazer a pesquisa evitem confundir, por exemplo, o Logos no sentido grego com o Logos cristão. Nosso trabalho se limíta a grécia antiga, bem anterior ao cristianismo. É errado falar do Logos cristão? Não, afinal as primeiras traduções da bíblia foram para o grego e, por isso, a palavra Logos aparece ali. No entanto, o segredo de uma boa pesquisa é saber delimitar o tema de forma correta: O Logos grego em oposição ao discurso mítico.

Seguem alguns sites confiáveis que pode servir de base para a pesquisa, lembrando que SEMPRE devemos citar os sites consultados ao final do trabalho:


Boa Sorte!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário