terça-feira, 15 de maio de 2012

O que estuda a filosofia?

A filosofia estuda praticamente tudo o que podemos imaginar. Se pensarmos em matemática, existe uma filosofia da matemática. Se pensarmos em física, existe uma filosofia sobre a física. Se pensarmos em cinema e artes, existe uma filosofia que versa sobre cinema e artes. Se pensarmos na política, existe uma filosofia que versa sobre questões políticas. Se pensarmos em comunicação (internet, TV, rádio) temos uma filosofia que versa sobre o assunto, e assim indefinidamente.

Essa extensa variedade de filosofias faz com que seja difícil definir o que é filosofia. Então, quando alguém me pergunta para o quê a filosofia serve, eu respondo: para aprender a pensar sobre as coisas, a questioná-las a fundo, a não se deixar levar por idéias tolas, ou se deixar enganar por falsos argumentos. Isso porque mais importante que saber O QUE é a filosofia, é saber COMO a filosofia pensa cada uma das áreas sem ser confundida com essas áreas.

Por essa razão coloco aqui algumas áreas sobre as quais a filosofia pensa, buscando mostrar como ela difere das disciplinas que conhecemos:

Comunicação: Estuda técnicas e meios pelo qual a informação pode ser transmitida, como é transmitida. Tomemos como exemplo a internet: nela temos o mais amplo espaço de informação que varia de notícias a sites de vendas, redes sociais. A filosofia, por exemplo, se questiona sobre o impacto que essa nova rede de comunicação pode ter em nossas vidas. Antes, para se fazer amigos e conviver com eles era necessário um espaço físico comum (escola, clube, curso, galera da rua em que moramos, do prédio, etc.) hoje podemos ter um "convívio" à distância, por meio da internet e das redes sociais. Conhecer pessoas de outros estados, países e nos sentirmos ligadas a elas, nem que seja por uma boa conversa de MSN. Ora, um amigo virtual, que se conheça via rede social e com quem se converse sempre no msn, essa amizade é mais real ou menos real que àquela estabelecida num convívio escolar, ou ambiente de trabalho?
Quer saber mais? Clique em:
Ciência (física, química e biologia):  Trata-seda Área da filosofia que chamamos "filosofia da ciência" e que tem uma vasta história que começa no séc VII e vai até os dias atuais. Nos dias de hoje podemos tomar como exemplo os questionamentos sobre a física. Com a descoberta da física de partículas, muias das noções comuns de ciência que vemos na escola ficaram para trás. Sabe-se que o universo é todo composto por partículas ínfimas, invisíveis a olho nú, ou mesmo com microscópio. Algumas delas, chamadas de léptons e quarks, não tem estrutura interna e são pura energia. Ora, se a física de partículas desmembrou a realidade a ponto de podermos afirmar que tudo é energia, como surge a matéria (aquela com peso e volume que sobrem o atrito do ar em queda livre nas aulas de física)? Bom, nem mesmo os cientistas sabem ao certo COMO isso acontece, mas formularam hipóteses teoricas, e ainda não provadas, para isso: a mais conhecida é o "Bóson de Higgs" ou a "partícula de Deus" protagonista na Trama do filme "Anjos e Demônios". Enquanto o ciêntista, o físico, busca respostas para suas questões o filósofo se pergunta sobre como essas respostas podem afetar a nossa realidade. Como partículas invisíveis à olho nú podem ser tema de experimentos? Como a física elementar (Newton e suas leis) usada por engenheiros e ensinada nas escolas, pode continuar funcionando (pois se não funcionassem os prédios cairiam) se a física moderna mostrou que a realidade é completamente diferente daquela pregada por Newton? Seria possível que as duas teorias estejam certas?
Quer saber mais? Clique em:
Cinema e arte:  É estudada pela área da filosofia chamada "Estética". Estuda o que é a beleza e como ocorre a percepção da beleza por nós. Já parou para pensar que uma cena de guerra pode ser bela? No entando uma guerra é algo que traz coisas da qual sentimos uma natural repulsa: morte, destrição, fome, etc. Por qual razão, então, podemos ver uma cena de guerra no cinema (exemplo as cenas do filme "300") e perceber beleza? Do mesmo modo, ao irmos a um museu e vermos uma obra de arte contemporânea essa obra poderá nos parecer horrenda. São esses conflitos que a área da Estética estuda.
Quer saber mais? Clique em:
 Ética e Moral: São áreas da filosofia que estudam a forma como agimos no mundo (moral) e a forma como deveríamos agir segundos leis que se supõe universais (éticas). As principais questões são: O que é bom? O que é o Justo? Será que toda lei é Justa, ou boa? E as regras morais de uma comunidade? Será que são Boas ou justas? Um grande exemplo de discussão recente a esse respeito é o caso do Afeganistão, onde as mulheres eram obrigadas a usar burcas, onde a lei era regida pela religião mussulmana, onde as mulheres não tinham direito a nada e ainda eram condenadas à morte, caso desconfiassem de adultério. Essa sociedade é uma sociedade Justa, Boa? Do ponto de vista moral, ou seja, do ponto de vista particular dos que vivem sob o ideal desta comunidade, sim (ok, nem todos, mas digamos que a maioria acredite que sim, uma vez que suas leis seguem as leis impostas por Alá). Sob o ponto de vista do mundo globalizado que se propõe ser universal e, portanto, ético, é evidente que esta sociedade se aproxima da barbárie, que jamais será boa ou justa. Enfim, este é um tema polêmico, debatido exaustivamente até hoje e que não pretendo esgotar aqui. No entando o caso do Afeganistão nos faz ver claramente a diferença entre ética e moral, e quais as questões envolvidas nestas duas disciplinas.
Quer saber mais? Clique aqui:

Em breve atualizarei este post com mais áreas da filosofia! Aguardem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário